Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Subúrbio

por Luís Naves, em 05.10.14

No subúrbio, é tudo diferente daquilo que recordo. Há mais africanos e muitos velhos, não é fácil vermos jovens. As pessoas parecem mais apressadas, o ritmo da vida talvez tenha acelerado, sente-se a insegurança, certa indiferença, mas talvez tudo isto existisse da mesma forma quando eu aqui crescia. As ruas eram certamente mais caóticas e entretanto fizeram-se obras públicas, pequenos arranjos, com um grau de limpeza e cuidado que no meu tempo de juventude não havia. As pessoas de que me lembro, os que andaram comigo na escola, foram-se embora. Restam os velhos, que pensam muito no passado. Há ainda, em certos lugares escondidos, algum espírito de comunidade, mesmo que as pessoas agora já não se misturem como acontecia. Nos subúrbios, o sentido da comunidade era já uma ideia imprecisa no tempo em que eu crescia, agora vê-se em gestos que ainda restam, pequenas coisas difíceis de definir, nada de especial e, de qualquer forma, em vias de extinção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26




Links

Locais Familiares

Alguns blogues anteriores

Boas Leituras