Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Portugal e a Europa

por Luís Naves, em 10.06.15

Nos anos 70 e 80, ninguém poderia antecipar a grande transformação que se aproximava. Com a derrocada do bloco comunista acabou a Guerra Fria e as tecnologias digitais produziram uma ruptura económica cujas consequências não são ainda compreensíveis. Portugal viveu intensamente este período, pois ele coincidiu com a derrocada do império português.

Passaram quatro décadas e o País reinventou-se. Hoje, é membro da maior parceria política do mundo, a União Europeia, por sua vez ancorada numa firme aliança com a hiperpotência americana. Os países europeus (e, por extensão, Portugal) não enfrentam qualquer ameaça existencial visível. O fracasso das primaveras árabes acentuou a instabilidade no Médio Oriente e agravou um onda de refugiados que está a criar situações humanitárias difíceis de resolver; entretanto, a guerra civil numa região separatista da Ucrânia ameaça criar um Estado falhado ou desencadear perigosas paixões nacionalistas. E, no entanto, as crises nas fronteiras têm impacto limitado na nossa vida. 

A recente crise financeira atingiu duramente a UE, Portugal foi um dos países mais afectados, mas os efeitos não se comparam ao que aconteceu, por exemplo, na década de 30 do século passado. Alimentados pelo descontentamento, há movimentos populistas em vários países, mas à excepção do Syriza, na Grécia, nenhum deles ultrapassa um quinto do eleitorado. O êxito da União Europeia é negado por muitos observadores, mas a tese da irrelevância da UE não resiste ao confronto com os factos. Como é que pode ser um fracasso uma união sem inimigos ou ameaças? Sendo uma zona de paz e de prosperidade, a Europa de hoje encontra-se de novo num período de mudança rápida e a nossa opinião pública deve perceber que os próximos 40 anos de Portugal dependem da forma como vamos participar nessa mudança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:57


2 comentários

Sem imagem de perfil

De José a 10.06.2015 às 19:51

Só lugares comuns, que maçada de texto...
Imagem de perfil

De Luís Naves a 11.06.2015 às 09:43

Claro, no seu blogue temos ideias mais originais.

Comentar post




Links

Locais Familiares

Alguns blogues anteriores

Boas Leituras