Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Hipocrisia sísmica

por Luís Naves, em 26.06.16

Há uma hipocrisia sísmica nas sociedades contemporâneas, que em Portugal atinge um valor especialmente elevado na escala de Richter. Os políticos habituaram-se a ignorar com impunidade a vontade dos eleitores, mas passam o tempo a reclamar que é preciso escutar mais o povo. Os meios de comunicação destacam-se pela superficialidade e perderam a capacidade crítica, preferem o sensacionalismo e a histeria. A decisão dos eleitores britânicos de saírem da União Europeia não devia ser assim tão surpreendente e não admira que a cobertura do Brexit seja marcada por prosas de tom apocalíptico. As pessoas deixaram de acreditar em tantas promessas falhadas e catástrofes não concretizadas, preferem que os políticos as deixem em paz, o que abre caminho ao primeiro demagogo com língua de prata. Os cidadãos informados querem mudança e têm tido as suas desilusões. A opinião pública sente-se enganada e isso não é um fenómeno local. O conservador Boris Johnson é apenas a mais recente aquisição deste pacote de vendedores de banha da cobra, (como é que ele vai descalçar a bota e evitar a saída a sério?) Talvez até seja útil que alguns partidos de protesto e políticos demagogos consigam chegar ao poder: poderão mostrar como é que se faz e os eleitores vão fartar-se rapidamente deles.

publicado às 19:05




Links

Locais Familiares

Alguns blogues anteriores

Boas Leituras