Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Estratégia para a década

por Luís Naves, em 19.12.14

Como será Portugal dentro de dez anos? Se me perguntassem o que devia constar de uma estratégia para a década, diria que precisamos de reforçar as instituições, criar um modelo económico mais adaptado à Europa e minorar o problema demográfico. Para isto, é necessária a reforma do sistema político, aperfeiçoando a democracia, e é preciso ter uma justiça mais eficaz. A mudança económica exige equilíbrio nas contas públicas, regulação que facilite a estabilidade das empresas e um ambiente de livre funcionamento dos mercados, onde os poderosos não tenham regras para seu benefício.

O problema demográfico constitui uma ameaça à competitividade económica e à sobrevivência da rede social. Assim, será necessária uma política de imigração mais inteligente, mas também a aposta na protecção da família e no aumento da qualidade de vida. É o que devemos procurar, maior qualidade, um País com cultura, que valorize as tradições e a língua, um País com auto-estima e confiança, que procure aproveitar as suas vantagens no contexto europeu.

Infelizmente, tudo isto soa ao discurso político oficial. Acesso geral a uma educação exigente, a defesa da liberdade, a democracia virada para os cidadãos, o destino europeu, justiça igual para todos, condições para o crescimento económico. Qualquer político assina por baixo, parece abarcar tudo, mas o pior vem com a factura destas ideias: para cada uma delas, é preciso mexer nos interesses instalados, fazer mudanças e reformas, espicaçar contradições, estimular debates, tomar decisões, enfrentar poderes. O diabo está sempre nos detalhes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:21




Links

Locais Familiares

Alguns blogues anteriores

Boas Leituras