Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ambição

por Luís Naves, em 25.06.17

Os nossos avós viviam pouco tempo e sonhavam com a sobrevivência da colheita de cada ano, sem pensarem muito no ano seguinte, que pertencia ao longo prazo, e a sua existência era tão precária, que pouca gente se podia dar ao luxo de planear à distância ou de construir algo para as gerações seguintes. E, no entanto, a resignação à realidade era bem mais fácil do que nesta nossa época de ardor e cólera, onde nenhuma ambição é verdadeiramente satisfeita. A cada um de nós foi prometido meio mundo e consentida uma mera fracção. Podemos ver o grande bolo atrás da vitrina, na aparência bastará esticar a mão e será nosso, convenceram-nos de que estará disponível, mas é tudo uma construção ilusória, excepto para uns poucos que nem sequer andam saciados.

publicado às 18:39


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Links

Locais Familiares

Alguns blogues anteriores

Boas Leituras