Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma cultura alienígena

por Luís Naves, em 17.05.16

Existe nítido preconceito das elites nacionais contra o género da ficção-científica. As pessoas dizem que preferem o policial, por isso a FC chegou-nos sobretudo em livros de bolso mal traduzidos ou filmes e séries que por aqui foram sendo desvalorizados. Ainda me lembro da incompreensão que senti quando Blade Runner foi arrasado pelos nossos críticos de cinema da época. Era uma obra-prima, mas eles não conseguiam ver isso. Eu tinha razão, como provavelmente terei quando afirmo que Philip K. Dick foi um dos grandes da literatura do século XX, opinião que deixará perplexo qualquer português minimamente culto. A palavra ‘disparate’ será a primeira a surgir na sua mente. Outro exemplo: dizer que Jules Verne foi um dos grandes escritores do seu tempo será considerado entre nós um pouco atrevido.

O cinema no modelo de Hollywood* está em decadência e a televisão tende a ocupar o vazio, com séries que tentam chegar a audiências cada vez mais fragmentadas. Triunfa a boutique cultural, baseada na qualidade e na originalidade, enfim, na diferença face aos monstros californianos, onde se enterram fortunas e onde raramente se encontra uma boa ideia. Godzilla enfrenta predadores flexíveis, é provável que perca a corrida evolutiva.

A televisão que nos chega, sobretudo dos EUA, está repleta de séries de ficção-científica, algumas das quais têm alta qualidade. Por aqui, ainda há confusão entre FC e fantasia, género em ascensão que tem escassa relação com a verosimilhança e nenhuma preocupação com a ciência ou a actualidade. A FC baseia-se no realismo e discute o presente e as suas mudanças: a natureza da realidade, a consciência artificial ou a modificação dos seres humanos. Não há feitiçaria nem batalhas medievais, é tudo materialista, sem espíritos e deuses.

 

* Apesar da minha desconfiança em relação à Hollywood contemporânea, vi recentemente um óptimo filme de FC, Ex Machina. Porque é que é bom? Apostou nas ideias e na simplicidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:56



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Links

Alguns blogues anteriores

Locais Familiares

Boas Leituras