Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sentimentalismo

por Luís Naves, em 06.06.15

A arte popular torna-se mais sentimental naqueles tempos difíceis em que as pessoas não sabem muito bem para onde vão. Mesmo nas pequenas transgressões, os artistas preferem a postura decorativa e o discurso politicamente correcto, garantindo a admiração de um público que lhes recusa sempre a proposta do incómodo. Assim, a hipocrisia vai invadindo as crónicas e os intelectuais, hoje muito desacreditados, tentam não sair da linha que se espera deles. Fala-se demasiado em afectos indefinidos e de alguma forma triunfou um sentimentalismo de xarope, o que talvez seja apropriado em tempos de negação. Foi assim muitas vezes no passado. Por enquanto, gostamos de emoções exageradas, embora isso nada tenha a ver com a nossa vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Links

Alguns blogues anteriores

Locais Familiares

Boas Leituras