Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Padrões imaginários

por Luís Naves, em 24.05.15

A primeira grande acção imperial dos europeus foi executada pelos portugueses, de forma tímida e com estratégia ainda vaga, na conquista de Ceuta, em 1415, faz agora 600 anos. Para alguns historiadores contemporâneos (veja-se Ian Morris, no extraordinário War, What Is It Good For?), a conquista de Ceuta corresponde ao início simbólico do meio milénio de triunfo do Ocidente. Entretanto, também se começou a falar muito da comemoração dos dois séculos da crucial batalha de Waterloo, em 1815, outro momento entre os mais relevantes da História da Europa. É engraçado verificar estas coincidências de datas (os padrões são certamente fruto da imaginação): nas décadas de 40 dos séculos XIX, XVII e XIV, portanto de 300 em 300 anos, com regularidade de relógio, a população europeia foi dizimada de forma catastrófica, primeiro pela peste, depois nos conflitos religiosos conhecidos por Guerra dos 30 anos, finalmente pela Segunda Guerra Mundial, ela própria a segunda parte de uma espécie de guerra de 30 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:03



Mais sobre mim



Links

Alguns blogues anteriores

Locais Familiares

Boas Leituras