Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Da vida

por Luís Naves, em 31.10.17

A vida é um fogo-fátuo de pequenos equívocos, de sonhos acordados e outras cegueiras que nos encantam e desviam das margens do caminho. No final, triunfo e fracasso são de tal maneira semelhantes, que mal os distinguimos um do outro, e se temos o pressentimento do abismo que está ali um pouco mais à nossa frente, então assalta-nos o medo insuportável da queda. O que não fizemos é também o que nunca faremos. O nosso futuro torna-se mais curto, mas temos cada vez mais receio dele. Se as paredes se fecham à nossa volta, podemos parecer maiores no espaço que nos resta, mas assim é a ilusão do prisioneiro na cela solitária, a imaginar-se progressivamente mais gigantesco, mas incapaz de se mover, a ocupar em cada momento uma fatia maior do mundo disponível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Links

Alguns blogues anteriores

Locais Familiares

Boas Leituras