Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bater o pé

por Luís Naves, em 12.07.16

Portugal está sob ameaça de sanções da União Europeia. Negando o óbvio, entre nós prossegue a operação de mistificação da opinião pública. O actual Governo tenta culpar o anterior por não ter cumprido o défice de 2015 e afirma que não fará alterações de política, mas as autoridades europeias exigem medidas. A coligação PSD-CDS desbaratou a oportunidade de sairmos do procedimento por défice excessivo, onde nos encontramos por nunca termos cumprido o objectivo de 3% do PIB no défice orçamental, mas as sanções não resultam de duas décimas de PIB (seriam pouco mais de 300 milhões de euros), mas do afastamento continuado da trajectória de redução do défice orçamental. O Governo de António Costa adiou pagamentos, subestimou o abrandamento económico e aumentou a despesa. Portugal financia-se nos mercados e estes estão a reagir com crescente desconfiança à reversão das reformas. Perante a ameaça de sanções, Costa terá de escolher entre austeridade e bancarrota; os partidos que o apoiam podem aceitar medidas duras ou avançar para uma ruptura que cortará o PS em pedaços. Isto seria o dilema racional, mas há sempre a hipótese de querer bater o pé à Europa, que deu tão bons resultados na Grécia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38



Mais sobre mim



Links

Alguns blogues anteriores

Locais Familiares

Boas Leituras